domingo, 10 de outubro de 2010

- Você não está


"Os dias passam como uma navalha cortando o peito 
Daqueles que amam e não são correspondido
Os dias passam frio
Para aqueles que buscam um abraço e não encontram"


O céu azul não dá certeza de nada, o sol tão radiante não muda sentimentos, a grama verde não trouxe verdades, o vento calmo não sussurrou palavras, as flores não deram nenhum presente, e o sótão só deu solidão, apenas solidão.

As luzes estão queimando os meus olhos, e eu estou chorando e o que importa? 

Se os dias são azuis o que tem?

Se eu estou sem você que historia vou contar?

Você sabe que tudo parece sem graça, sem gosto, sem sal, me sinto me alimentando de uma comida que não sustenta, e a todo instante você me vem na cabeça, como algo triste que me faz feliz, saber que você vive, é o que me faz viver, saber que seu coração bate e ter o meu em sincronia com o seu, saber que você sonha é o mesmo que ter permissão para sonhar com você, e eu caminho, caminho, entre os cacos de vidros e o resto de lembranças que eu tenho, eu vejo quase tudo sem cor.

Enxergo o meu sangue vermelho, vermelho, tão vermelho, e nos meus sonhos teus olhos, seus olhos, nos meus olhos, e você é preto e branco e eu sou preto e branco e meu coração não sei que cor tem, só sei que tem o seu nome, e eu estou apenas ouvindo a sua voz, e eu tenho certeza que para você sou como todos os outros, seu apenas seu brinquedo, eu deixo você brincar, brinca com meu peito, me beija, me morde, me deixa eu sentir seu cheiro, só não vá agora, não vá antes que eu possa te tocar, não vá antes que você me faça tão vivo que tenha que me matar.

Eu vivo, vivo de ilusão, eu sorrio, no seu sorriso vago em meus sonhos, eu ando em seus passos distantes, eu caminho em uma estrada que eu e você poderíamos andar, tem flores, tem tudo que você vai gostar, volta, volta, volta de meus sonhos, se torna realidade, sai do meu irreal, não quero você Sendo apenas mais uma das minhas Realidades irreais.

Eu estou tão forte que acredito que eu vou ter todas as forças para lutar, por todo o tempo, por toda a realidade, por todo amor, por toda loucura, por tudo, tudo mesmo, porque quando você não está, eu não sei onde eu quero está, e eu só penso em lutar.


Ariane Castro

P.S: Gente fazia dias que eu não conseguia realmente escrever, e hoje estou tão cheia que me sinto em uma overdose de palavras.
EU me sinto viva., e não façam do meu P.S o comentário principal, mil beijos
Não me sinto viva porque eu escrevo de mim, longe disso, me sinto viva porque eu escrevo e isso sempre, sempre me basta.

9 comentários:

Sara Martins disse...

que lindo *

Sara Martins disse...

tens toda a razão querida. também gosto do teu blog e de vir cá sempre que posso :)

obrigada

Sara Martins disse...

é muito bom saber isso. também estou seguindo seu blog :)

Camila Fraga disse...

Ainda bem que nos resta de vez em quando os pensadores.

Juliana. disse...

Sinta-se sempre bem, pq o que importa é vc e somente! Um beijo minha querida!

dear sarah disse...

sim, tu tens força, eu acredito..
e é isso que tem que nos mover a cada dia !

Patrícia Vicensotti disse...

Linda escrita,Ariane.
Olha,obrigada por teu comentário viu?Tem coisas que realmente tiram a gente do estado "normal".Ando revoltada com tudo isso.

Um beijo,flor!
Ótimo feriado!

Valéria Sorohan disse...

Um amor lindo assim, só nos torna mais forte.

BeijooO*

Erica Vittorazzi disse...

Eu sei destes dias que mesmo azul parecem cinzas...


beijos